Cuiabá-MT, segunda-feira, 18 de dezembro de 2017
Português English Español
Buscar no Site:
Dólar / InvestShop
Compra Venda
Comercial
Turismo
Paralelo
 



Amazônia


A Amazônia, um dos maiores templos da biodiversidade do planeta. Floresta misteriosa que esconde em seu interior o esplendor de uma riqueza natural incalculável. Mato Grosso abriga mais de 500.000 Km² do Ecossistema Amazônico, que observado do alto, se transforma em um intenso tapete verde, selvagem, quase que intocado.

A densa floresta é formada por espécies de grande porte, não raramente com mais de 50 metros. É neste meio que vive uma das mais diversificadas faunas do universo, abrigadas em sua cobertura, araras, jacutingas, tucanos, papagaios, como também orquídeas exuberantes, filodendros, bromélias e samambaias.

Hoje se trabalha o ecoturismo na Amazônia Legal, da qual Mato Grosso faz parte, de forma mais racional, baseado em estudos técnicos, pesquisas e propostas. Este trabalho vem sendo desenvolvido com os povos indígenas e comunidades locais, tendo como principal objetivo o desenvolvimento sustentável. Existem iniciativas independentes por parte de algumas associações indígenas que, seguindo modelos de outras nações, começam a se estruturar para receber visitas em festividades tradicionais. É grande a população indígena, dividida em diversas etnias, que vivem em Mato Grosso. Na Amazônia Legal vivem 98% dos índios do Brasil.

Alta Floresta, São José do Rio Claro, Juara, Juruena, Aripuanã, Sapezal, Juína e Sinop são regiões da Amazônia mato-grossense que estão investindo no turismo. Entre tantos rios, os principais são: o Teles Pires, Juruena, Xingu, Arinos, Aripuanã, Roosevelt e Cristalino. Cada um possui características diferentes, embora todos pertençam a uma mesma bacia hidrográfica.

PARQUE ESTADUAL CRISTALINO

Ao norte de Mato Grosso, em um dos mais ricos trechos da Amazônia brasileira, encontra-se o Pólo de Ecoturismo da região norte. São atrativos únicos e diferenciados, tais como o Parque Estadual Cristalino, o Sítio arqueológico da Pedra Preta, o rio Teles Pires, com a cachoeira de Sete Quedas e corredeira dos Andradas, o Lago Azul, o rio Cristalino, os rios São Benedito e Azul.

A riqueza da avifauna, internacionalmente reconhecida, assim como de primatas e da flora amazônica, fazem desta região um paraíso para os ecoturistas e pesquisadores. Das 1.600 espécies de aves brasileiras, cerca de 600 encontram-se aqui.

Os municípios de Alta Floresta, Paranaíta e Novo Mundo constituem o núcleo inicial de ecoturismo da Amazônia mato-grossense, com diversas pousadas e infra-estrutura para observação de aves, ecoturismo, pesca esportiva (pesque-e-solte), turismo de natureza, trilhas na floresta, rafting, canoagem e passeios de barco, acompanhados por guias naturalistas especializados.

PARQUE NACIONAL DO XINGU

O Vale do Xingu é uma região de muita importância para Mato Grosso. O rio Xingu nasce no leste do Estado, a oeste da Serra do Roncador e ao norte da Serra Azul. Aí surgem também os rio Culuene, Couto Magalhães, Von Den Steinen e Sete de Setembro. Estes rios se juntam gradativamente e despejam suas águas no rio Xingu. O Xingu tem usas nascentes no Cerrado e percorre mais de 2.000 km, banhando e levando vida às diversas tribos indígenas do Parque Nacional do Xingu.

Galeria de Fotos

Destinos  
    Alta Floresta
    São José do Rio Claro
    Xingu
+ Regiões...  
    Amazônia
    Cerrado
    Pantanal
Kanzen Viagens e Turismo Ltda
Rua Desembargador Trigo de Loureiro 602, Consil - CEP 78048-455
Telefax: (55-65) 3642 1990 / 3642 2224
info@kanzenturismo.com.br
Cuiabá - Mato Grosso- Brasil
© 2004. Kanzen Viagens e Turismo Ltda. Todos os direitos reservados.
Solução Global em Informática